A seleção cabo-verdiana de basquetebol defronta hoje o Uganda

29 de novembro de 2020

A+ A-

É o terceiro e último jogo da primeira volta da fase de qualificação para o Afrobasket 2021. Ontem, na segunda jornada, Cabo Verde perdeu diante do Egipto por uma diferença 9 pontos, 82 - 91.

 

A selecção nacional entrou bem no jogo e até esteve quase todo o primeiro quarto na frente do placar. Só que os egipcios conseguiram anular a desvantagem e terminaram o primeiro periodo com um ponto a mais, 21 - 20.

O segundo periodo teve um egipto muito mais forte chegou a ter 12 pontos de vantagem sobre a equipa nacional… mas na ponta final Cabo Verde dá boa replica e reduz desvantagem para seis pontos. Ao intervalo, 44-38.

Os dois últimos quartos foram ainda mais equilibrados no terceiro Cabo Verde fez 21 pontos contra 23 doEgipto e no derradeiro periodo, a equipa de Mané Trovoada tentou o tudo por tudo… A cinco minutos do fim a selecção nacional chegou a estar a 1 ponto do empate 72 -73.

Nos instantes finais, os Faraós impuseram-se e fixaram o placar em 91 -82.

Ivan Almeida, que já tinha sido MVP na vitoria de sexta-feira frente a Marrocos, voltou a ser o jogador mais valioso  no duelo de ontem: fez 21 pontos, 13 ressaltos e 3 assistências. Grande jogo também de Jeff Xavier, com 25 pontos, 5 ressaltos e 8 assinstências.

Na conferencia de imprensa depois do jogo, o treinador adjunto, Danielson Miranda, Mutombo, disse que a equipa nacional acusou algum cansaço na ponta final.

Penso que o aspecto mais importante que nos fez quebrar nos últimos minutos foi o cansaço. Dois jogos seguidos com apenas 9 jogadores disponiveis… na parte final isso pesou. O egito é uma equipa fortes… tem jogadores muito altos e que jogam bem. Agora é esquecer este jogo, já nada podemos fazer. A que focar na proxima partida, um jogo importante e vamos tentar ganhar.

Danielson Miranda, adjunto do selecionador  Emanuel Trovoada, ontem na sala de imprensa do pavilhao Eithihad, em Alexandria.

Cabo Verde volta a entrar em acçao esta tarde. O combinado nacional defronta Uganda, que ontem venceu Marrocos por 94-90. O jogo é as 14h30 minutos.

Em Fevereiro do proximo ano, as quatro seleções voltam a defrontar-se e as tres primeiras classificadas qualificam-se para o Afrobasket 2021, que acontece no Ruanda.

 

Benvindo Neves/RCV