Não depende do governo a concessão de indemnização às restantes duas famílias das vítimas do naufrágio do navio Vicente.

08 de janeiro de 2021

A+ A-

É a resposta do Ministro de Estado, Fernando Elísio Freire, às informações veiculadas ontem pelo representante dos familiares das vítimas que estranhou o facto de governo não ter, até agora, concedido a indemnização às duas famílias das vitimas que ainda esperam pela indemnização.


Fernando Elísio Freire lembra que a iniciativa de indemnizar os familiares das vítimas foi do governo e que, portanto, tem toda a vontade em efetivar as indemnizações até porque, acrescenta o ministro, está tudo orçamentado.
 
Fernando Elísio Freire a garantir que não depende do governo mas da disputa entre os familiares das vítimas sobre quem serão os herdeiros.

De se recordar que o navio Vicente naufragou ao largo do porto de VAle dos Cavaleiros, na ilha do Fogo há seis anos. O balanço final apontou para onze sobreviventes, catorze desaparecidos e um único cadáver resgatado.

Desde Fevereiro de 2017, o governo atribui uma pensão de 20 mil escudos mensais a cada um dos herdeiros das vítimas. No início de 2018 foi publicada a lista nominal dos herdeiros habilitados, mas três ficaram de fora por os processos não estarem, completos. Dessas três famílias uma já recebeu a indemnização por ter completado o processo, faltam as duas famílias resolverem o problema jurídico de habilitação de herdeiros.

 

Humberto Santos/RCV
Disponibilizado online/Multimédia

Fernando Elísio Freire, sobre as indemnizações aos familiares das vítimas