Selecção nacional tem mais 4 jogadores com covid-19. Equipa só com 11 disponíveis para jogo com Hungria

15 de janeiro de 2021

A+ A-

15 de Janeiro é dia histórico para o andebol e para o desporto cabo-verdiano: pela primeira vez na história do país, a selecção nacional de uma modalidade colectiva estará a jogar num mundial. O jogo Cabo Verde – Hungria é às 18h30. Mas, atenção, há mais contratempos a ensombrar a equipa cabo-verdiana.

Regista-se mais quatro casos positivos da covid-19 no seio do grupo, todos jogadores. Os resultados foram conhecidos esta quinta-feira, 15, depois dos testes realizados à chegada ao Egipto. Foi o próprio presidente da Federação Cabo-verdiana de Andebol, Nelson Martins, a confirmar estes casos em declarações ao Jornal do Desporto da Rádio de Cabo Verde.

Os quatro atletas que testaram positivo, já no Egipto, são os guarda-redes Lenine Mendes e Juniores Soares, que jogam em Cabo Verde, e, ainda, Rafael Andrade e Fernando Dias. Todos já tinham sido dados como recuperados em Portugal, o que deixa intrigado Nelson Martins.

“Estes quatro jogadores já tinham acusado positivos em Portugal. Depois, foram submetidos a novos testes e deram negativo. Agora, aqui no Egipto, ao serem submetidos a novos testes, voltam a acusar positivo. Isto causa-nos muita confusão, não estamos a compreender esta doença” – desabafou o responsável máximo do andebol nacional.

Feitas as contas, neste momento, dos 21 jogadores da selecção nacional, quase metade, 10, estão infectados. Quatro no Egito e mais seis que ficaram confinados em Portugal. A estes juntam-se mais três elementos do staff técnico, incluindo o Treinador principal, José Tomaz, e o adjunto Adelino “Didi” Duarte.

Contratempos à parte, mesmo com todo esse desfalque, Cabo Verde vai a jogo hoje. Os 11 jogadores disponíveis realizaram um treino esta quinta-feira.

“Autorizaram-nos a sair e realizámos um pequeno treino ontem (quinta-feira), só com 11 jogadores. Continuamos a preparar o jogo com a Hungria, só com um dos adjuntos que está disponível. Ele tem alguma experiência, espero que preencha bem o lugar e que possamos ter um bom desempenho nesse jogo”, expressou.

A equipa está isolada nos quartos de um hotel e só deve sair de lá directamente para o jogo. O duelo com a Hungria está marcado para logo mais à tardinha, já será noite no Egipto (21h30)

Benvindo Neves, RCV



Artigos Relacionados