Qualificação Afrobasket: Mané Trovoada acredita ser mais fácil contar com Edy Tavares para o confronto com Uganda

11 de março de 2021

Emanuel "Mané" Trovoada [foto FIBA Africa]
A+ A-

Sobre a ausência de Edy Tavares nos últimos jogos da seleção  nacional de basquetebol", o selecionador Emanuel Trovoada elogiou a atitude do jogador, que mesmo afastado, procurou estar sempre presente, assim como outros que não puderam estar.

Agora que a FIBA mandou realizar os jogos em falta no grupo E de qualificação, Cabo Verde vai ter de defrontar Uganda, em junho ou julho. Mané Trovoada acredita que, nessa altura já será mais fácil contar com Edy Tavares.

O Selecionador Nacional de Basquetebol reitera a vontade de Cabo Verde em estar no Afrobasket, em Agosto, e diz torcer para que todos os jogadores possam estar disponíveis, a começar por Edy Tavares.

Cabo Verde ocupa, neste momento, o segundo lugar do Grupo E, e basta ganhar Uganda para se qualificar. Pode até não vencer, desde que Marrocos também não ganhe. 

Os jogos em falta no Grupo E devem acontecer entre junho e julho. A Federação Cabo-verdiana de Basquetebol protestou esta decisão da FIBA em mandar realizar os jogos em falta com Uganda, mas ainda aguarda uma resposta daquela entidade.



Artigos Relacionados