Crianças e jovens com deficiências neurológicas devem merecer mais atenção

05 de novembro de 2021

A+ A-

O objetivo final da campanha “Tudu Fidjo de Cabo Verde”, que é lançada hoje, está em causa chamar a atenção para a importância da aceitação da diferença mesmo no seio familiar.

A iniciativa insere-se no âmbito do projeto de promoção da inclusão de crianças e jovens com deficiências neurológicas. Lívia Brito, técnica e coordenadora do Centro de Reabilitação na Cidadela explica que o objetivo da campanha é reduzir o preconceito e o estigma. Lívia Brito constata que o preconceito existe, sobretudo, no seio familiar.

O projeto de promoção da Inclusão de Crianças e Jovens com Deficiências Neurológicas em Cabo Verde é financiado pela União Europeia e cofinanciado pelo Camões - Instituto da Cooperação e da Língua e vai ser implementado pelo Instituto Marquês de Valle Flôr (IMVF), pela SOLMI - Associação de Apoio a Iniciativas de Auto Promoção e pela Federação das Associações de Pessoas com Deficiência (FECAD).

A campanha nacional de sensibilização “Tudu Fidju Di Cabo Verde” está a ser lançada, esta manhã, e contará com a presença do Ministro do Estado, da Família, Inclusão e Desenvolvimento Social - Fernando Elísio Freire.

 

Texto RCV - Disponibilizado online Multimédia RTC



Artigos Relacionados