Câmara da Praia quer parar construções clandestinas

19 de novembro de 2021

A+ A-

A Câmara da Praia quer estancar as construções clandestinas com a colocação de pilaretes nas zonas limítrofes e contentores de abrigo para guardas, que passam a vigiar os infratores, tanto durante o dia como à noite.

Esta é uma das soluções para os vários desafios da Capital apresentadas, hoje (19), pelo presidente da edilidade, num encontro com munícipes sobre “Gestão de Território”, enquadrado nas atividades do primeiro ano de mandato da equipa de Francisco Carvalho.

O autarca praiense considera que pela primeira vez a edilidade está a tomar medidas estruturantes, concretas para conter as construções clandestinas.

Carvalho avisa que, depois destas medidas, não serão toleradas novas construções clandestinas. Ao mesmo tempo, garante que a Câmara está a trabalhar para facilitar o acesso dos munícipes aos terrenos.

O edil anunciou, ainda como medidas de grande alcance, o regresso ao sistema de aforamento, negociações com os grandes herdeiros para disponibilização de mais terrenos, execução do Cadastro Predial e criação do Plano de Ordenamento Interministerial, envolvendo os três munícios de Santiago Sul.

 

RTC Online, com RCV



Artigos Relacionados