Caso Santiago Magazine: Jornalista Hermínio Silves afirma esperar não vir a ser alvo de buscas e que está tranquilo à espera dos próximos episódios

13 de janeiro de 2022

A+ A-

Por causa do artigo da Santiago Magazine sobre as circunstâncias da morte de Zezito Denti d ́Oro, nos últimos dias Inspectores-Chefe da Polícia Judiciária foram constituídos arguidos e as autoridades mandaram efectuar buscas na casa do Procurador e do Inspector- Chefe envolvido no processo. 

O autor do artigo, que também foi constituído arguido, afirma esperar não vir a ser alvo de buscas, mas diz estar tranquilo à espera dos próximos episódios.

Hermínio Silves, jornalista do jornal online Santiago Magazine que no dia 28 de Dezembro publicou o artigo sobre as circunstâncias da morte de Zezito Denti d ́Oro, hoje é arguido do caso. Explica que, depois da publicação do artigo foi, inicialmente, indiciado como testemunha e só depois informado que foi constituido arguido.

É que de acordo com o Código Penal, os jornalistas ou advogados podem recusar ser testemunhas em processos e para contornar isso o Ministério Público resolveu transformar o jornalista em arguido, sublinha Herminio Silves que, entretanto diz estar tranquilamente a aguardar o desfecho.

Hermínio Silves estranha que após a publicação do artigo deputados da situação no Parlamento tenham chamado o Santiago Magazine de pseudojornal mas de repente já há muita gente constituida arguida.

Zezito Denti d ́Oro é tido como o alegado assassino da mãe da Inspectora da PJ, Cátia Tavares, em 2014, mas as circunstancias do seu suposto linchamento devem ser esclarecidas, defende o jornalista. Recorde-se que Catia Tavares investigava o caso de tráfico de droga "Lancha voadora" quando sua progenitora foi assassinada na cidade da Praia.



Programação

Ainda esta Semana

Últimos Vídeos

Últimos Áudios