Crónicas do Dia

com Jornalista Marco Rocha

21 de dezembro de 2020

A+ A-

Etiquetas em: Sociedade

Na semana passada, uma multidão concentrou-se à porta do Tribunal Correcional do Luxemburgo. Foram em solidariedade com Antónia Ganeto, um caboverdiana natural da Ribeira Brava que ha muitos anos vive no Luxemburgo. Antónia é a porta-voz da associação de afrodescendentes Finka-Pé, que moveu um processo contra o autor de insultos num post do Facebook. O procurador pediu três meses de prisão com pena suspensa. Incitar ao ódio é crime nas redes sociais